O Basquetebol é um esporte coletivo, caracterizado por ser um esporte acíclico, por ser intermitente de grande intensidade, com alternâncias de velocidade e deslocamento, seguido de uma breve recuperação.

Sabendo disso, a velocidade de deslocamento dentro de quadra precisa ser executada de forma inteligente e eficaz. Verkhoshansky (1990, p. 52) afirma que a característica final de uma ação motora desportiva reflete o resultado total das expressões funcionais dos sistemas orgânicos, e que essa característica é determinada pela rapidez de execução e/ou pela velocidade de deslocamento de um atleta no espaço.

Com isso, e de extrema importância dizer que o atleta deve ter muita inteligência dentro de quadra para saber realizar as ações corretas, pois alguns momentos podem precisar de muita velocidade com técnica ou pouco velocidade com força. As ações motoras dos atletas devem ser bem estimuladas para que se possa ter uma compreensão rápida das necessidades dentro de quadra.

Manso, Valdivielso e Caballero (1996, p. 139) conceituam a velocidade como uma capacidade híbrida condicionada por todas as outras, e nos desportos de cooperação-oposição, pela técnica e tomada de decisão. Dividem esta capacidade motora em velocidade cíclica e acíclica com três fases para ambas as manifestações: aceleração, velocidade máxima e resistência de velocidade.

Os autores concluem que a velocidade se caracteriza por três fases, onde podemos observar claramente dentro de quadra todas elas. A aceleração, momento que o atleta recebe a bola e precisa iniciar uma jogada. Velocidade máxima quando precisa ser feita um contra-ataque onde o mesmo realiza uma bandeja. Resistência de velocidade momento que o atleta precisa manter a velocidade para se alcançar a meta, por exemplo, corrida para a marcação defensiva.

A influencia da força explosiva na aceleração está também relacionado a um indicador de nível técnico, pois o atleta de demonstra bons resultados físicos, como corrida e impulsão no salto vertical podem ter melhores

resultados e desempenho dentro de quadra. Alguns estudos já comprovam que a resistência explosiva na aceleração demonstra que atletas podem atingir maior nível técnico.

 

Autor José Nailton