Achei esse conteúdo muito rico e resolvi compartilhar, fonte Pick and Roll:

Para jogar bem nessa posição é necessário incorporar o instinto de “Dono do garrafão”, principalmente na defesa onde o pivô é a figura que impõe sua postura e intimida os adversários com rebotes, tocos, enterradas e mostrar que aquele é o seu território. 
No ataque saber a hora certa de finalizar é muito importante para esse jogador. Ter paciência quando estiver com as bolas nas mãos, pois a posição de costas para a cesta é uma das melhores para a realização de passes encontrando outros jogadores em melhores posições para finalizar tanto na linha dos três, como cortando após bloqueios ou “backdoors”. Enquanto sem a bola o pivô deve utilizar bem os bloqueios, se movimentar e dar opção de passe tanto no post baixo como na cabeça do garrafão. Quando solicitado para jogar em dupla é muito importante efetuar o pick and roll com muita intensidade para possibilitar uma finalização próxima a cesta ou abrir espaço para seu companheiro que está com a bola finalizar ou criar para outro jogador.

Saber a hora certa de jogar duro é uma arte, e é crucial ser agressivo e ao mesmo tempo agir com sabedoria escolhendo os momentos certos para ser mais físico ou mais cerebral. 
A utilização do porte fisico e altura para jogar de costas com o marcador nunca sairá de moda e o bom pivô precisa gostar de jogar com contato e dentro do garrafão que é onde o bicho pega. 
Mãos firmes e boa recepção evitarão turnovers e ajudarão na hora de receber aqueles passes velozes e inesperados executados pelos armadores e laterais. Distribuir o jogo tanto no ataque como no primeiro passe após o rebote são outras características importantes para dar segurança para o armador no contra ataque.

Aproveite essas informações e desenvolva seus fundamentos para se tornar o gorila da bola azul na área pintada. Not in my house! .

Segue alguns pivôs (5) referência que eu particularmente acho dominantes:

Shaq

Sabonis

Hakeen

Robinson

Ewing

 

Autor – Rodrigo Lima