Dentro da Fisioterapia, temos várias especialidades e várias áreas de atuação do fisioterapeuta. Entre estas diversas áreas temos a fisioterapia preventiva, que é muito citada para o público idoso, porém pode ser considerada uma área da fisioterapia importante para todas as idades, inclusive para atletas de alto rendimento e atletas amadores.

A fisioterapia preventiva, como próprio nome já diz, visa a prevenção de lesões ou efeitos deletérios do tempo em relação à saúde física do ser humano.

Para o público em geral, a fisioterapia preventiva pode ser praticada através de simples atitudes e hábitos. Os exercícios utilizados para a fisioterapia preventiva são alongamentos, exercícios de relaxamento, podendo ser associados a exercícios respiratórios. Para os idosos, têm-se benefícios para diminuição de riscos relacionados a doenças como diabetes, hipertensão arterial, insônia, estresse, depressão, tendinites, bursites, osteoporose, hérnias de disco.

Entre os atletas existem várias técnicas que podem ser utilizadas para prevenção de lesões e manter o atleta saudável por um tempo maior durante uma temporada. Entre as técnicas, estão a crioterapia (utilização de gelo), termoterapia, eletroterapia, porém, atualmente há uma área da fisioterapia que vem ganhando muita visibilidade e reconhecimento entre os atletas e clubes do mundo, que são as terapias manuais, entre elas a osteopatia.

A fisioterapia preventiva, deve ser realizada por um profissional habilitado, pois este profissional poderá avaliar de forma correta cada pessoa, e poderá identificar pontos específicos e fatores que devem ser alterados ou sofrerem uma certa manutenção, visando a manutenção de uma vida saudável.

Sendo assim, procure sempre um profissional devidamente capacitado, habilitado que realize um tratamento de acordo com suas necessidades, atitudes generalistas podem causar uma conduta errada e prejudicar sua saúde.

Autor Professor André Klamt