LESÕES MAIS COMUNS NO BASQUETE

Nas últimas postagens falamos sobre aspectos que podem auxiliar na prevenção de lesões que acometem praticantes de basquetebol.

Porém, neste post vamos abordar as lesões mais comuns entre jogadores profissionais de basquete, aproveitando também o fato de que nos playoffs da NBA deste ano já estamos vendo jogadores, um do L.A. Clippers e um do Bulls, ficarem de fora dos playoffs por lesões, que se enquadram entre as mais comuns.

Este esporte magnífico, que pune contatos físicos através de faltas, mas continua sendo um jogo de muito contato físico, onde o principal artigo a ser motivo de briga é a bola.

Como já falamos em posts anteriores, o aquecimento, treinos proprioceptivos são muito utilizados para prevenção de lesões, sendo assim, as lesões mais comumente observadas são fraturas e luxações, tanto em membros superiores, como em membros inferiores.

Por isso que observamos muitos jogadores utilizando diversas bandagens em dedos das mãos, punhos, cotovelos, ombros, durante as partidas, além de fazerem propaganda para seus patrocinadores, também tentam prevenir lesões.

Casos deste playoffs da NBA, observamos Rajon Rondo do Chicago Bulls, que teve fratura do polegar direito, e Blake Griffin do L.A. Clippers que está à princípio com uma lesão no “dedão” do pé direito.

Além destas considerações, também é comum observarmos em jogos televisionados entorses de tornozelo, e algo que me chama muito atenção, são a ocorrência dos traumas de cabeça, que na NBA é muito bem cuidado e há um protocolo extremamente criterioso para que o atleta possa retornar ao jogo, ou pode ser proibido de retornar ao jogo.

Com isto, como em todo esporte, é importante nos cuidarmos e jogarmos focados e buscando a todo momento um jogo limpo, fazendo que assim possamos nos manter no jogo e não prejudicar o jogo do adversário.

 

Autor: André Klamt