NOVEMBRO AZUL

COMBATE AO CÂNCER DE PRÓSTATA E DIABETES

Este mês é importante pela lembrança em relação a prevenção de duas doenças que atingem milhares de pessoas no Brasil. Lembra-se este mês da prevenção ao câncer de próstata e diabetes . O que são estas doenças?

– CÂNCER DE PRÓSTATA: A próstata é uma glândula auxiliar do sistema genital masculino, situa-se à frente do reto e abaixo da bexiga urinária. Tem como função a produção de fluído que protege e nutre os espermatozoides no sêmen. Atrás da próstata encontra-se as vesículas seminais que produzem a maior parte do fluído para o sêmen. Há ainda a uretra, que transporta a urina e o sêmen através do pênis, sendo que esta atravessa o centro da próstata. E o câncer, é o desenvolvimento de um tumor maligno na próstata. A população mais acometida por este tipo de câncer são homens com mais de 50 anos. No anos de 2016 estima-se que haverá 61.200 novos casos, segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA). O diagnóstico deste câncer pode ser feito através do PSA, que é um exame sanguíneo que verifica a quantidade de antígeno prostático específico, porém ainda tem-se receio em relação a acurácia deste teste para fechamento diagnóstico, portanto o outro teste, que é o toque ainda pode ser considerado o mais indicado, sendo um teste rápido, de aproximadamente 10 segundos. E nesta hora que precisamos mostrar nossa hombridade, deixar o preconceito de lado e realizar de forma preventiva o teste, principalmente nos homens acima dos 40 anos. Geralmente é uma doença silenciosa, por isto torna-se de extrema importância a prevenção e ida regular ao médico urologista. Há alguns sintomas que podem aparecer na fase avançada, tais como: dor óssea, dor ao urinar, vontade de urinar com frequência, sangue na urina e/ou sêmen. Devemos destacar também alguns fatores de risco, dentre eles: idade acima 40 anos, histórico familiar, cor da pele devido a esta doença ser mais comum entre homens da raça negra e obesidade.

( referências: oncoguia.com.br; urologiacub.com.br; www2.inca.gov.br)

– DIABETES MELLITUS: A diabetes mellitus caracteriza-se pela elevação de glicose no sangue (hiperglicemia), podendo esta hiperglicemia ocorrer devido a defeitos na ação ou secreção do hormônio insulina, este que por sua vez é sintetizado pelo pâncreas. A insulina tem a função de possibilitar o aproveitamento da glicose nas diversas atividades celulares, sendo assim a falta ou falha na ação da insulina, faz-se ter o acúmulo de glicose na corrente sanguínea. A diabetes mellitus pode ser classificada em diabetes mellitus tipo 1(DM1), ou diabetes mellitus tipo 2(DM2).

– DM1 pode ser chamada de insulino dependente, pois não há a produção de insulina no pâncreas, sendo necessário a utilização de insulina sintética para controle da glicemia. O quadro do paciente que é acometido pela DM1 é

característico pelo início mais rápido, incluindo sintomas de sede, diurese e fome excessivas, emagrecimento importante, cansaço e fraqueza. Se estes sintomas não forem detectados de forma rápida, o paciente pode desenvolver quadro de desidratação severa, sonolência, vômitos, dificuldades respiratórias e coma.

– DM2 é diferente da DM1 pois ainda há a produção de insulina pelo pâncreas, porém a ação da insulina esta dificultada. Este tipo de diabetes representa cerca de 90% dos casos de diabetes entre os pacientes, e está muito associado com aumento de peso e obesidade.

Como Posso Saber se Estou Diabético? O diagnóstico laboratorial pode ser feito de três formas e, caso positivo, deve ser confirmado em outra ocasião. São considerados positivos os que apresentarem os seguintes resultados: 1) glicemia de jejum > 126 mg/dl (jejum de 8 horas) 2) glicemia casual (colhida em qualquer horário do dia, independente da última refeição realizada (> 200 mg/dl em paciente com sintomas característicos de diabetes. 3) glicemia > 200 mg/dl duas horas após sobrecarga oral de 75 gramas de glicose. Existem ainda dois grupos de pacientes, identificados por esses mesmos exames, que devem ser acompanhados de perto pois tem grande chance de tornarem-se diabéticos. Na verdade esses pacientes já devem ser submetidos a um tratamento preventivo que inclui mudança de hábitos alimentares, prática de atividade física ou mesmo a introdução de medicamentos. São eles: (a) glicemia de jejum > 110mg/dl e < 126 mg/dl. (b) glicemia 2 horas após sobrecarga de 75 gr de glicose oral entre 140 mg/dl e 200 mg/dl O diagnóstico precoce do diabetes é importante não só para prevenção das complicações agudas já descritas, como também para a prevenção de complicações crônicas. (fonte: http://www.endocrino.org.br/o-que-e-diabetes/)

Daí você pode estar se perguntando o porque estamos abordando estas duas doenças em um blog de um time de basquete, onde queremos saber de esporte. E aí está a resposta, o melhor meio de prevenção para estas duas doenças são hábitos de vida saudável, como a prática de alimentação saudável e a prática de atividades físicas. Então, fica a dica…. e bom Novembro Azul.

Autor- André Klamt